Ilhabela, 18 de maio de 2015

Ao Jornal O Estado de São Paulo
A/C.: Ilmo. Sr. Herton Escobar


REF.: MATÉRIA VEICULADA EM DATA DE 10/5/15.

Prezado senhor,

Reportamo-nos a vossa senhoria, com relação a brilhante matéria, veiculada no Jornal “O Estado de São Paulo”, em data de 10/05/15. É a primeira vez que lemos um material tão completo e bem pesquisado, minuciosamente e com riqueza de detalhes, da forma como abordado em sua integralidade.

O DPNY BEACH HOTEL & SPA é o maior empregador particular com sede neste município, com 79 quartos, R$ 27.800.000,00 de Receitas por ano em Hotelaria e 175 colaboradores registrados durante o ano inteiro; o maior pagador particular de impostos municipais, com sede em Ilhabela; e, o maior investidor particular dos últimos 10 anos em Ilhabela.

Estamos conscientes de toda a situação existente. Lutamos, há anos, para a preservação das belezas naturais do canal de São Sebastião, e estamos à disposição para lhes explicar com mais detalhes, via email ou pessoalmente, dessa nossa luta. Em nosso ponto de vista, nos é muito claro o fato de que São Sebastião necessita de um porto sustentável, mas sem container.

Os municípios de São Sebastião e Ilhabela “estão únicos” do ponto de vista mundial, com beleza e natureza perfeitas. Isto traduz um valor imensurável para milhares de anos à frente de nossas gerações.

Por exemplo:
A Companhia das Docas demonstrou-nos nesta matéria, quando diz:


“A previsão é de que a operação do porto crie mais de 4,5 mil empregos diretos e indiretos.”

Somente no hotel DPNY temos 175 colaboradores registrados durante o ano inteiro, bem como asseguramos muitos outros empregos indiretos.

As Indústrias de Turismo e Náutica, no futuro, possuirão potencial muito maior do que qualquer porto.

Já os pontos de fundeio localizados na parte sul do canal de São Sebastião obstaculizam sobremaneira o desenvolvimento turístico, e isto é um erro gravíssimo!

Acreditamos que o Presidente Luis Inácio Lula da Silva, quando da assinatura do Decreto que “Dispõe sobre a definição da área do Porto Organizado de São Sebastião, no Estado de São Paulo”, datado de 28/8/2007, agiu em total boa-fé, e seguro de que estaria tomando a decisão correta sobre a organização do porto, com a consequente delimitação de seus pontos de fundeio.

Mas estes planejamentos e atividades destruíram uma região, especialmente do povo do estado de São Paulo.

Estamos profundamente tristes com toda essa situação, porém preparados para qualquer cooperação e ação, a fim de evitar esse desastre a longo prazo.

Existem outras regiões que já possuem portos, onde podem ser concentrados todos esses movimentos gigantescos.

Temos conhecimento que esta luta não tem sido somente de cidadãos da região, tendo se propagado em várias partes do estado, como exemplo de um adesivo que pude observar afixado num comércio de um bairro nobre da capital: www.portonoaracanao.com


Essa luta é de todos nós que acreditamos que ainda há tempo de preservar nossa região de um mal maior.

Colocamo-nos à disposição para ajudar e cooperar.

Atenciosamente.

Wolfgang Ingo Napirei
Diretor Presidente

DPNY Beach Hotel & SPA
Ilhabela/SP
WhatsApp

Excelência
Consciência, Atenção, Honestidade, Transparência, Democracia, Respeito, Liberdade, Justiça, Igualdade independente de pobre ou rico!

Participe

Cartas Abertas cadastre-se: