Ilmo Sr. Capitão de Fragata
Luis Antônio Anídio Moreira


Ilhabela, 2 de janeiro de 2017

Reportamo-nos a Vossa Senhoria, solicitando especial atenção com referência a uma questão de extrema importância que, há anos, tem ocasionado intensos prejuízos a toda a região da costa sul de São Sebastião/SP, especialmente a moradores e frequentadores da região sul de São Sebastião e Ilhabela, no tocante às paradas de navios petroleiros.

Nossa peleja é árdua e contínua, e sentimo-nos extremamente prejudicados com toda a perturbação sonora e visual causada por esses navios petroleiros, antigos, barulhentos que, diuturnamente, extraem o sossego de moradores, visitantes e demais pessoas que escolheram Ilhabela, mais precisamente praias com muita frequência, como as da região sul de São Sebastião e Illhabela, em São Paulo, para desfrutar de momentos de descanso, lazer, trabalho e/ou moradia. Lutamos para divulgar um turismo de qualidade e há muito tempo temos reivindicado a solução desse problema, visando a preservação das belezas naturais do canal de São Sebastião, e nossa luta permanece neste sentido até que os nossos objetivos sejam alcançados.

Toda a região é conhecedora destes fatos e questionamos o porquê, continuamente, permitem paradas de navios petroleiros nos pontos sul 3, 4 e 5 (estes pontos prejudicam toda a região do litoral norte e minimizam investimentos e qualidade de vida) ? Pontos que destruíram o turismo da parte sul de São Sebastião e Ilhabela, atingindo um número considerável de frequentadores da praia do Curral, somados a perturbação de sossego e visual, ferindo toda a região de maneira generalizada, pois quando ocupados por navios petroleiros, antigos e obsoletos, paralisam por completo o desenvolvimento turístico, ocasionando o caos total. Necessário prestar atenção nesse tema, pois esta região tem sofrido demasiadamente com todo o impacto causado aos seus moradores, turistas, trabalhadores e as dezenas de milhares de clientes que nos visitam a cada ano. Por que não direcionar as paradas desses navios petroleiros para os números 1 e 2 da parte sul de São Sebastião (já inclusos na área do Porto) ou para fora do canal??? Com essas ações vocês ajudariam toda a região, e não seria difícil realizar! Por que não resolvermos essa questão de maneira efetiva?

Carecemos de pessoas conscientes, comprometidas, responsáveis, de autoridades que prestem um serviço em excelência em prol de uma região, para nos auxiliar a resolver esse problema tão prejudicial.

Registramos nossa total insatistação quanto aos navios petroleiros Piraí e Pirajuí, motivo de inúmeras reclamações com referência as paradas por longos e intermináveis dias, tendo sido objeto de vários boletins de ocorrência e cartas abertas, destaque-se: http://www.dpny.com.br/cartas-abertas-dpny. E, numa época, em meio às festividades de final de ano, no início de um período de alta temporada, nos vimos novamente com um navio petroleiro, antigo e barulhento defronte ao nosso hotel.

Com todas as nossas ações neste sentido nos últimos anos, como nossas cartas abertas, boletins de ocorrência, reuniões estabelecidas com autoridades da Capitania dos Portos e Transpetro, visando resolver essa questão com absoluta cooperação, sentimos-nos como que atingindos com uma intenção de maldade, que, infelizmente, faz que com o Brasil sofra muito com isso, pois prejudica sobremaneira a qualidade de vida e investimentos em nível nacional. Solicitamos vossa especial atenção para a resolução deste problema que, ao longo dos anos, tem prejudicado toda a região e resvalado no Brasil inteiro com uma péssima imagem, minimizando sobremaneira os investimentos em nossa região, e lesado um turismo de qualidade, e desta forma registramos nosso total desapontamento. *Entendemos ser de todo injusto a uma empresa, como a nossa, que defende amplamente os interesses desta região e visa excelência em todas as suas atividades, frente as riquezas locais, que são atingidas com essas atitudes de “alguns poucos”, que acreditam ser necessário punir-nos determinando as paradas de navios petroleiros na região sul do canal de São Sebastião, especialmente nos pontos 3, 4 e 5. Parece-nos que aqui também os humanos possuem os mesmos modos de países da União Européia: punir os bons, “como se acusassem Jesus”!

Atenciosamente.

DPNY Beach Hotel & SPA
Ilhabela/SP


WhatsApp

Excelência
Consciência, Atenção, Honestidade, Transparência, Democracia, Respeito, Liberdade, Justiça, Igualdade independente de pobre ou rico!

Participe

Cartas Abertas cadastre-se: